Vinicius Claussen e GT do Governo do Estado recebem CAO nos Locais atingidos pela tragédia de 2011

Prefeito Vinicius Claussen e Grupo de Trabalho do Governo do Estado recebem Comissão de Acompanhamento das Obras nos Locais atingidos pela tragédia de 2011
Prefeito Vinicius Claussen e Grupo de Trabalho do Governo do Estado recebem Comissão de Acompanhamento das Obras nos Locais atingidos pela tragédia de 2011

Prefeito Vinicius Claussen e Grupo de Trabalho do Governo do Estado recebem Comissão de Acompanhamento das Obras nos Locais atingidos pela tragédia de 2011

Teresópolis, 11 de fevereiro de 2021 – Dar voz a quem sofreu diretamente com as perdas humanas e materiais causadas pela tragédia climática que atingiu a Região Serrana em janeiro de 2011. Esse foi o objetivo do encontro realizado nesta quinta-feira, 11/02, no gabinete do Prefeito de Teresópolis, Vinicius Claussen, com o grupo de trabalho do Governo do Estado e a Comissão Local de Acompanhamento das Obras dos Locais Atingidos pela Tragédia de Janeiro de 2011.

Encontro no gabinete do Prefeito de Teresópolis, Vinicius Claussen
Encontro no gabinete do Prefeito de Teresópolis, Vinicius Claussen

A idéia de criar uma comissão para acompanhar a continuidade das obras de recuperação das áreas atingidas pela catástrofe surgiu em Teresópolis no dia 11 de janeiro deste ano, durante a visita do Governador em exercício Cláudio Castro a Teresópolis, quando o município foi sede do Governo do Estado. Participaram do encontro, além dos secretários municipais Flavio Castro, de Meio Ambiente, e Flavio Castro, de Defesa Civil, o secretário de Estado de Infraestrutura e Obras, Bruno Kazuhiro; o Diretor de Recuperação Ambiental do INEA, Daniel Moraes de Albuquerque; o subsecretário de estado do Ambiente e Sustentabilidade, José Ricardo Ferreira de Brito; e o subsecretário de Estado de Casa Civil, Marcos Salles.

“Este é um importante espaço de diálogo para o poder público ouvir as demandas diretamente daqueles que ainda sofrem os impactos naturais, sociais, habitacionais e econômicos da tragédia de 2011. Estamos protocolando pedido junto ao Governador em exercício Cláudio Castro para que a governança das novas unidades habitacionais previstas para serem construídas na fase dois do Parque Ermitage saia da responsabilidade do Instituto Estadual do Ambiente (INEA) e passe para a coordenação da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Obras. Acreditamos que o setor seja o mais indicado para acompanhar a construção de novas moradias para zerar o déficit habitacional que ainda existe com as vítimas da catástrofe de 10 anos atrás”, explicou o Prefeito Vinicius Claussen. Encontro no gabinete do Prefeito de Teresópolis, Vinicius Claussen

Criado pelo Decreto Estadual 47.459/2021, o grupo de trabalho para o acompanhamento dos projetos e metas para a Região Serrana em decorrência do desastre natural de janeiro de 2011 é formado por representantes das secretarias de estado de Casa Civil, Governadoria, Infraestrutura e Obras, Cidades, Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Ambiente e Sustentabilidade e de Defesa Civil.

Já a Comissão de Acompanhamento das Obras dos Locais Atingidos pela Tragédia de Janeiro de 2011 em Teresópolis é composta por: José Cirino Santos da Silva (Presidente da Associação de Moradores da Granja Florestal), José Ferreira (AMAPOSSE), Ruth de Carvalho Ferreira Vieira (Presidente da Associação de Moradores e Amigos do Parque do Imbuí), Paulo Henrique de Andrade Silva (Presidente da Associação de Moradores do Jardim Féo), Cesar Augusto Chaves Fernandes (Presidente da Associação de Moradores e Amigos da Cascata do Imbuí), Lucineia da Silva (Presidente da Associação dos Moradores e Amigos do Bairro Caleme), Luciana Ramos Mattos Rodrigues (AVIT – Movimento Popular das Vítimas das Chuvas de Janeiro de 2011), Fernando Pfister (Síndico da Fazenda Ermitage), Louis Capelle (Sociedade Civil), Laura Regina Fermiano e Moisés de Paula Angelo (Movimento Popular Resgate da Cidadania Resiliência).

“Pela primeira vez eu vejo uma sinergia entre Prefeitura, Governo do Estado e Sociedade Civil, com todos unidos pelo mesmo objetivo de reconstruir Teresópolis”, concluiu Ruth Vieira.

Fotos: Bruno Nepomuceno

Fonte: Assessoria de Comunicação de Teresópolis

Dar voz a quem sofreu diretamente com as perdas humanas e materiais causadas pela tragédia climática que atingiu a Região Serrana em janeiro de 2011
Dar voz a quem sofreu diretamente com as perdas humanas e materiais causadas pela tragédia climática que atingiu a Região Serrana em janeiro de 2011