Pesquisa do Unifeso quer traçar “Cenários do Futuro do Turismo de Teresópolis”

Pesquisa do Unifeso quer traçar “Cenários do Futuro do Turismo de Teresópolis”
Pesquisa do Unifeso quer traçar “Cenários do Futuro do Turismo de Teresópolis”

Pesquisa do Unifeso quer traçar “Cenários do Futuro do Turismo de Teresópolis”

O professor Claudio Rodrigues Corrêa e as estudantes Edilane Angelo da Silva e Sarah de Almeida Ferreira, do curso de Administração do Centro Universitário Serra dos Órgãos (Unifeso) e bolsistas do PICPq, estão trabalhando em um novo projeto de “Planejamento de Longo prazo para o Turismo de Teresópolis”. O trabalho integra o Plano de Iniciação Científica e Pesquisa (PICPq) 2020-2021 do Centro Universitário Serra dos Órgãos (Unifeso) e dá continuidade ao estudo “Futuros alternativos do turismo na Região Serrana do RJ – Uma prospecção socialmente participativa”, que começou a ser desenvolvido em 2018, também vinculado ao PICPq.

Para a estudante Sarah de Almeida Ferreira, participar da pesquisa tem sido um grande aprendizado. “Além de aprender sobre métodos de pesquisa, na teoria e na prática, sinto-me privilegiada em participar de um projeto que pode trazer grandes benefícios para o setor de turismo da minha cidade e consequentemente para o entorno social e econômico”, avalia.

O professor Claudio Rodrigues destaca que o projeto tem apoio institucional da Secretaria de Turismo de Teresópolis e do Teresópolis Convention & Visitors Bureau e vem com o objetivo principal de “elaborar subsídios para o planejamento estratégico intersetorial de turismo de Teresópolis-RJ, com foco em diagnósticos e estudos de futuros alternativos que poderão ser utilizados na gestão pública ou privada da cidade de forma a tornar os gestores dessas organizações mais ativos na percepção do ambiente futuro e mais ativas na mitigação de ameaças e no ganho diante das oportunidades para melhor gestão de recursos tangíveis ou não da região com benefícios para seus habitantes”.

Trata-se de um questionário com apenas uma página e pode ser respondido neste link: https://forms.gle/nZXxt2bpBFqUyNDv7.

De acordo com o professor, a pesquisa foi motivada devido às constantes e crescentes taxas de transformação e de influências interconectadas de eventos velozes e mutantes, com os quais os tomadores de decisão do setor de turismo de Teresópolis têm lidado. “Diante do potencial de crescimento e seu transbordamento para a comunidade local em termos de benefícios socioeconômicos, entendemos que os agentes públicos e privados dos diferentes setores da sociedade devem investir em planejamento meticuloso e abrangente, a fim de discutir e implementar, com perenidade e flexibilidade, ações estratégicas de longo prazo para lidar com a complexidade e a dinâmica de eventos, forças e atores do s setores em que atuam”, justifica Claudio, adiantando que pretende divulgar e integrar os resultados da pesquisa mediante a elaboração de artigos a serem publicados em revistas, congressos, entre outras formas.

Fonte: Assessoria de Comunicação de Teresópolis